bogota

Minas e Energia da Colômbia - Incentivos para a implementação de energias renováveis na Colômbia

Uma análise do custo-benefício de fontes não convencionais de energia renovável; mecanismos, ferramentas e estratégias para o uso de fontes não convencionais de energia renovável na Colômbia.

 

Desafio e execução

O Carbon Trust ajudou a Agência de Planejamento de Minas e Energia da Colômbia (UPME) a avaliar os impactos da Lei de Energias Renováveis que foi aprovada em 2014. Essa nova regulamentação definiu uma série de incentivos principalmente fiscais para as energias renováveis e a eficiência energética.

Desenvolvemos cinco modelos financeiros para avaliar a lucratividade relacionada ao investimento em determinadas tecnologia de geração de energia renovável na indústria de mineração. Esses modelos foram projetados para levar em consideração a geração energética, precificação de energias, tributação, políticas de endividamento e custos de conexão. A análise feita abordava energia eólica, energia solar (residencial, comercial e em escala), geotérmica, cogeração de biomassa e cogeração de biogás (geração e exportação de eletricidade e calor) efoi fundamentada em uma combinação de dados primários da indústria Colômbiana, pesquisas de documentos e contribuições dos bancos de dados de monitoramento de pegada dos recursos patenteados do Carbon Trust para estimar os diversos fatores externos – criação de riqueza, dano ambiental, emissões de carbono, prejuízo à saúde – e quais são os impactos das energias renováveis em comparação à geração baseada em combustíveis fósseis.

O Carbon Trust também ajudou a expandir as modelagens financeiras anteriores da UPME para um sistema isolado na ilha de San Andres, um recife de corais no Mar do Caribe da Colômbia que fica a oitocentos quilômetros ao norte da costa. Avaliamos como diferentes combinações de energias renováveis poderiam substituir a atual geração da ilha, cuja base é o diesel. Como a parte econômica da transição do diesel para as energias renováveis já era um ponto positivo, a análise de fatores externos ajudou a reforçar essa proposta de negócios.

Resultado e impacto

Os modelos desenvolvidos para o projeto possibilitaram que a equipe do Carbon Trust avaliasse o impacto dos novos incentivos da Colômbia para medir se eles seriam suficientes para garantir competitividade de mercado aoleque de energias renováveis que fazem parte da análise. Nos casos em que não foi possível defender uma proposta comercial com base nos incentivos oferecidos no momento – como para a energia fotovoltaica – o Carbon Trust gerou recomendações dos incentivos adicionais que poderiam ser usados para tornar viáveis os projetos com estas tecnologias. Também foi analisado o valor monetário dos fatores externos associados às energias renováveis, como a redução da emissão de gases do efeito estufa e outros poluentes nocivos. Isso mostrou que os benefícios sociais e ambientais criados pelas energias renováveis no âmbito financeiro seriam superiores ao custo total do ciclo de vida desses incentivos.

A UPME agora tem o controle total das ferramentas financeiras criadas pela Carbon Trust como produtos do projeto e está utilizando-as para avaliar as políticas de energias renováveis e eficiência energética Colombianas de maneira ampla. As descobertas também foram publicadas em um relatório do governo colombiano que está disponível ao público.

 

Baixe o relatório completo aqui: 
Integração das energias renováveis não convencionais na Colômbia (PDF) (em espanhol)

Voltar ao topo